Direção Espiritual: Entenda porque ela é tão importante

0
786
direção espiritual

A direção espiritual é aconselhada para aqueles que desejam amadurecer na vida cristã, que querem crescer na intimidade com Deus e buscam uma vida de santidade. Um diretor espiritual pode ser um sacerdote – ou alguém mais maduro na fé – que fará o acompanhamento do fiel ajudando-o a discernir sua vocação, mas, não apenas isso, o ajudará a seguir os desígnios de Deus. O diretor espiritual é aquele que nos orienta e nos ajuda a fazer a escolha conforme a vontade de Deus para nossa vida.

Essa é uma prática empregada desde tempos antigos para encontrar a Deus e progredir na vida de santidade. A direção espiritual pode se apresentar como um processo de transformação profunda e abrangente centrada na pessoa de Cristo, que atinge o homem interior e também o comportamento exterior. Ela consiste na “arte de conduzir as almas progressivamente desde os começos da vida espiritual até o cume da perfeição cristã” (Royo Marín).

Os santos e a direção espiritual

Muitos que foram proclamados santos pela Igreja – ou quase todos! – tiveram a figura da direção espititual em seu itinerário de busca pela perfeição e a imitação de Cristo. Santa Faustina Kowalska, religiosa polonesa que teve revelações de Jesus sobre a Misericórdia Divina nos anos 30, durante muito tempo rezou a Deus para ter a graça de encontrar um diretor espiritual que lhe ajudasse a discernir os desejos de Deus. Assim ela se expressou: “desde o momento em que o Senhor me deu um diretor espiritual, sou mais fiel à graça. Graças ao diretor espiritual, e à sua vigilância sobre a minha alma, conheci o que é a direção espiritual e como Jesus a considera. Jesus me repreendia pela menor falta e fazia-me sentir que Ele mesmo julga as coisas que eu apresento ao confessor” (Diário de Santa Faustina, 145).

Leia também: 5 coisas sobre se preparar bem para participar da Missa

À exemplo desta santa, todo aquele que deseja beneficiar-se da direção espiritual deve pedir o auxílio do Espírito Santo para escolher aquele que será para si a voz do próprio Deus. Depois de decidir-se, para que a direção espiritual seja frutuosa é importante determinar encontros periódicos mensais para a confissão e orientação.

A finalidade da Direção Espiritual

O primeiro grande objetivo de uma direção espiritual é – a partir de Deus – nos fazer olhar para nós mesmos. É o autoconhecimento: o que sou eu? Com Deus se relacionou comigo em minha história? Para quê eu nasci? Tenho sido presença de Deus para os outros? É enxergar aquilo que em mim me faz precisar da Misericórdia Divina e depositar tudo nas mãos de Deus.

Contudo, para que esse autoconhecimento seja pleno e verdadeiro é preciso que nos coloquemos diante do diretor espiritual sem máscaras, com humildade. Esse exercício nos torna humilde.

A direção espiritual nos ajuda a encontrar as respostas sobre os desejos de Deus para a nossa vida. “Sem um diretor espiritual, é fácil incorrer em erro”, alertou Santa Faustina (Cf. Diário, 61). Por outro lado, o acompanhamento de um sacerdote por meio da direção espiritual nos conduz mais facilmente a Jesus e nos ajuda a viver as virtudes cristãs.

Leia também: 6 conselhos do Papa Francisco para uma vida de santidade

Compartilhe este texto com aqueles que você conhece e desejam crescer na amizade com o Senhor!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here