Ele está conosco até o fim dos tempos

0
86
Ele está conosco até o fim dos tempos

Dentre suas últimas palavras sobre a Terra, depois de todas as ações e ensinamentos, o Senhor deixa assegurada uma promessa um tanto quanto misteriosa aos seus discípulos: “Eis que estarei convosco todos os dias até o fim dos tempos” (Mt 28, 20).

Diante dos olhos dos discípulos, atônitos perante o mistério que contemplavam, Jesus subia aos céus, encerrando sua missão pública em meio a nós. Prometeu que permaneceria com seus discípulos mesmo após a sua partida. Além disso, garantiu uma segunda e definitiva vinda, desta vez para o julgamento final. Porém, como os cristãos devem viver essa espera?

Uma promessa, uma certeza, uma missão

Parece ser contraditória a promessa do Senhor de que estaria conosco até o fim dos tempos justamente no momento de sua partida para o céu. Mas ao fazermos uma leitura da vida de Jesus é possível compreender que Ele está conosco de três modos: através da Igreja, dos Sacramentos – em especial, a Eucaristia -, e dos irmãos mais necessitados. Jesus, sendo Deus, deixou para seus seguidores sinais  concretos e seguros de sua presença.

  • Primeiro, na sua Igreja, fundada sob a profissão de fé de Pedro (cf. Mt 16, 18). Ao deixar seus ensinamentos com os apóstolos, o Mestre perpetuou seu legado, reunindo ao redor de sua Cruz, todos os que seriam conquistados por seu Amor.
  • Nesta mesma Igreja, o Senhor deixa seu Sacramento de Amor, a Eucaristia, sinal visível e eficaz de sua presença no meio do seu povo (Catecismo da Igreja Católica, 1084., Uma vez que os fiéis se reúnem e repetem os ritos deixados pelo próprio Jesus, sua presença real consola, conforta e edifica os corações pelo Pão Eucarístico.
  • Jesus ainda reforça sua presença nos pobres e oprimidos, a ponto de dizer que, no julgamento final, a caridade será determinante para a salvação. “Pois eu estava com fome, e me destes de comer; estava com sede e me destes de beber; eu era forasteiro, e me recebestes em casa; estava nu e me vestistes; doente, e cuidastes de mim; na prisão, e fostes visitar-me. (…) Em verdade, vos digo, todas as vezes que fizestes isso a um destes meus pequenos, que são meus irmãos, foi a mim que o fizestes!” (cf. Mt 25, 35-36. 40b)

A fé nos assegura mais do que uma promessa, uma certeza: Ele está conosco até o fim dos tempos! Além disso, o Mestre deixou com seus discípulos uma missão: “Ide por todo mundo e levai o Evangelho a toda criatura!” Quando o discípulo faz uma experiência profunda com Jesus, sua reação primeira tende a ser anunciar aos outros o encontro que teve com Deus, o Amor Encarnado.

Jesus, Senhor do tempo e da história

Mais do que um Mestre temporal, Jesus é Senhor do tempo e da história, e caminhamos nessa rápida peregrinação terrena para um encontro perene, como diz o Papa Francisco: “Nós não esperamos um tempo nem um lugar, mas vamos ao encontro de uma pessoa: Jesus. Estamos chamados a viver o presente, construindo o nosso futuro com serenidade e confiança em Deus”.

Essa compreensão fortalece a esperança dos corações! Não precisamos ter medo dos desafios, das incertezas e dificuldades da vida. Seu amor transpõe as barreiras do tempo, e alcança a todos que dele se aproximam com coração reto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here