Encontro territorial das Consagradas: sinais do Reino à Luz da Sagrada Escritura

0
334

Do dia 8 a 12 de julho, as Consagradas do Movimento Regnum Christi que estão no território brasileiro se reuniram para um encontro em São Paulo. O tema do encontro foi “Ser sinais do Reino – elemento que unifica tudo – à Luz da Sagrada Escritura”, ministrado pela consagrada Emanuelle Pastore, que vive na França. Ao todo, 23 consagradas estiveram presentes.

Para a diretora territorial das consagradas, Elena Bartolomé, foram dias muito produtivos, de verdadeiro encontro entre irmãs e com Deus. “Foi muito bom receber a Emanuelle, de outro território, que veio falar sobre a nossa vocação de ser consagrada à luz da Sagrada Escritura”, disse.

Durante esses dias, as consagradas também aproveitaram para ter momentos de encontro intercomunitário, um intercâmbio profundo para partilhar experiências e desafios que vivem no dia a dia da missão e da vida comunitária. O objetivo dessa partilha foi aprofundar no dom que é cada comunidade em relação às outras comunidades, em relação a localidade e ao Regnum Christi no Brasil.

“Cada comunidade tem uma identidade própria, muito rica, pois é formada por pessoas únicas que querem ser sinais do Reino de Deus em um local específico que é a localidade e o país onde desenvolvem a sua missão. Foi muito renovador escutar a todas e ver o caminho de consolidação da própria vocação percorrido nos últimos anos”, conta Elena Bartolomé.

Além disso, houve também uma videoconferência com uma advogada sobre o tema ‘ambientes seguros’, que tratou da importância da mulher e da consagrada e para ter um olhar feminino e consciente deste assunto na vida consagrada, no apostolado e nas leis do Brasil.

Consagradas compartilham suas experiências

Débora Melo, consagrada brasileira que mora em Curitiba e trabalha no Colégio Internacional Everest, compartilhou sua experiência. “Foi um momento de encontro muito rico. Na partilha, pudemos conhecer mais as comunidades, as localidades, os apostolados de cada uma. No curso, falamos sobre ser escolhidas, sobre nossa fecundidade no mundo e nossa identidade de ser sinais escatológicos no tempo presente”, explicou.

Para a mexicana Eva Maria, que trabalha com o ECyD em Brasília e em setembro se mudará para Curitiba, foi muito especial receber a formação sobre Sagrada Escritura de uma irmã consagrada, que compartilha com ela a mesma vocação. “Esse tema me aproxima do olhar de Deus, sobre minha vida, sobre o tempo, sobre minha vocação. É como se eu lesse a Bíblia, visse como Cristo olha diante das situações e isso iluminasse muito meu caminho e meu coração”, disse.

“Falamos muito sobre a nossa vocação que dá a vida, alimenta os outros. Somos o rosto de Cristo no mundo e isso nos coloca em saída, acende um fogo e me lembra de como estou chamada a levar Cristo para os outros. Recebemos muito de Cristo, que nos renova e nos impulsiona e me leva a querer dar tudo de mim”, completou Eva Maria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here