Convenção do Regnum Christi: missão e evangelização, comunidade de apóstolos e plenitude vocacional

0
36

De 29 de abril a 4 de maio, aconteceu, em Roma, a primeira Convenção Geral do Regnum Christi, com a presença de 120 delegados das diferentes realidades que compõem a Federação Regnum Christi: Legionários de Cristo, Consagradas do Regnum Christi, Leigos Consagrados do Regnum Christi e Leigos.

O objetivo da Convenção Geral foi delinear as prioridades apostólicas do Regnum Christi no próximos anos. Tudo isso será compartilhado por meio de um comunicado oficial que deve sair em breve.

Do Brasil, participaram os seguintes delegados: Os padres André Delvaux, LC, Cleomar Ferronato, LC, Oswaldo Verdín, LC; as consagradas Kate O’ Connor e Eva Maria Leal e os leigos, Pedro Kropf (Rio de Janeiro) e Jerusa Slomp (Caxias do Sul).

Na homilia da missa do primeiro dia, o Pe. John Connor, LC, presidente do Colégio Diretivo Geral do Regnum Christi, convidou a os participantes a serem “mansos e humildes de coração” para escutarem o Espírito Santo. E esse foi o espírito vivido pelos delegados durante a convenção: escutar a Voz de Deus e escutar um ao outro para juntos, discernirem os passos do Regnum Christi para os próximos seis anos.

Rotina de trabalho da Convenção Geral e temas refletidos

No início da Convenção, os delegados votaram os temas que analisaria – à luz das Convenções Territoriais – e formaram equipes de trabalho para refleti-los, de acordo com a metodologia de “Ver, Julgar e Agir”. Todos os dias, além das reuniões, os participantes rezavam juntos na Santa Missa e tinham adoração eucarística.

Os trabalhos em equipe foram baseados na reflexão dos seguintes temas validados pelos delegados, a partir de um horizonte: a missão evangelizadora do Regnum Christi no mundo de hoje: o mundo do qual somos chamados e para o qual somos enviados.

  1. A missão do Regnum Christi nas diversas áreas da evangelização:
    • Missão com adolescentes e jovens no Regnum Christi e desde o Regnum Christi.
    • A promoção e a formação do matrimônio e da família.
    • A evangelização da cultura, dos ambientes profissionais e das pessoas com particular responsabilidade e liderança nas diferentes esferas sociais.
  2. Plenitude vocacional:
    • Identidade, missão e pertença dos leigos do Regnum Christi.
    • Formação na vida dos membros leigos.
    • Conhecimento, interiorização e vivência do nosso carisma.
    • Cultura e Promoção Vocacional.
  3. Comunidades de Apóstolos:
    • Uma pastoral integrada a partir da localidade.
    • A formação de formadores e a liderança no estilo de Jesus.
    • Estrutura a serviço da comunhão e da missão.

Depois da reflexão por equipe sobre esses temas, os delegados seguiam para as reuniões plenárias que tinham como objetivo proporcionar uma visão global e criar espaços para discutir os principais temas.

Visita do Cardeal Gianfranco Ghirlanda, S.J.

Na quarta-feira, 1º de maio, a Convenção Geral recebeu a visita do  cardeal Gianfranco Ghirlanda, S.J., que presidiu a missa na paróquia de Nossa Senhora de Guadalupe e São Filipe Mártir. Ele acompanhou o Regnum Christi no caminho de renovação nos últimos anos para a aprovação pontifícia das Constituições da Sociedade de Vida Apostólica das Consagradas do Regnum Christi e da Sociedade de Vida Apostólica dos Leigos Consagrados do Regnum Christi, bem como para a aprovação dos Estatutos da Federação Regnum Christi.

Durante a homilia, ele comentou: “Estou muito feliz em presidir esta Eucaristia com vocês, porque estamos em um momento de atuação depois de um longo caminho que percorremos juntos. Essa é a direção que o Papa Francisco quer atualmente para toda a Igreja; viver esta dimensão sinodal em que cada um, com a sua responsabilidade, participa no discernimento e na construção de uma decisão que significa docilidade ao Espírito. Assim darão glória a Deus, porque farão avançar a obra que têm que fazer para cumprir a missão que Ele deu ao Regnum Christi”, concluiu.

As prioridades apostólicas serão compartilhadas aos membros do Regnum Christi em breve

No quarto dia da Convenção Geral, os delegados iniciaram a etapa de “agir” em dinâmicas de grupo e equipe. Eles procuraram responder às seguintes questões:

  • Como queremos responder como Regnum Christi?
  • O que vislumbramos como possíveis prioridades apostólicas gerais para todo o Regnum Christi no período 2024-2030?
  • Alguma recomendação e orientação ao governo da Federação Regnum Christi e, se for o caso, dos Institutos Federados?

Depois, compartilharam e votaram as ações sugeridas. Nesses encontros, foram apresentados alguns resumos das propostas de cada grupo, deixando tempo para reflexão e feedback dos delegados. Após a apresentação da proposta de ações, os participantes tiveram um momento de oração para pedir luz e discernir:

  • O que Deus está nos dizendo agora?
  • O que o Senhor quer do Regnum Christi diante dessas considerações?


O último dia da Convenção Geral do Regnum Christi começou com uma adoração ao Santíssimo Sacramento. Posteriormente, foram realizadas sessões nas plenárias para a votação sobre o funcionamento da próxima Convenção Geral de 2030 e delinear as ações, bem como as prioridades apostólicas do Regnum Christi para os próximos anos e as recomendações ao Governo Geral. Tudo isso será compartilhado por meio de um comunicado oficial que deve sair em breve.

Papa Francisco enviou uma carta ao Regnum Christi por ocasião da Convenção Geral

O Papa Francisco também esteve presente na Convenção Geral através de uma carta enviada aos delegados, onde expressou o seu desejo de que os participantes fossem guiados pela luz do Espírito Santo ao discernirem o seu papel na Igreja e como podem encarnar o mistério de Cristo no mundo de hoje.

Francisco enfatizou a importância da fidelidade ao Evangelho e ao Magistério da Igreja neste processo de discernimento e expressou sua esperança de que o resultado do trabalho destes dias favoreça a aspiração dos membros do Regnum Christi de serem verdadeiros apóstolos. Recordou a importância de “renovar-se constantemente à imagem do Criador” (Cl 3, 10). Num mundo que enfrenta desafios contemporâneos, o Papa convidou o Regnum Christi a ser capaz de “dar razão à sua esperança e a viver a sua vocação com autenticidade e coragem”, escreveu.

Testemunhos dos delegados brasileiros

“Essa primeira Convenção Geral do Regnum Christi foi, para mim, uma confirmação de que nosso carisma esta vivo. Ao ouvir os delegados, me comoveu a ressonância de desafios, perguntas e desejos sobre a evangelização nos contextos que vivemos. Depois de 5 anos caminhando com nossos Estatutos e as nossas estruturas, percebe-se a vida e a comunhão que isto está gerando. Dou graças a Deus pela oportunidade de poder ser parte desta escuta e discernimento que continuará impulsionando nossa missão na Igreja e no mundo de hoje” (Kate O’ Connor, Diretora Territorial das Consagradas do Regnum Christi no Brasil)

“Foram seis dias de muita reflexão e de muitas bênçãos. Agradeço a Deus esse tipo de pretexto que Ele cria para que nos encontremos para partilhar o dom precioso do Regnum Christi e nos renovar em nossa vocação de apóstolos. Chegamos e saímos com a esperança de resolver muitos problemas, de descobrir novos caminhos e de fortalecer o Regnum Christi, e espero que assim seja. Mas, tudo isso colocamos agora nas mãos de Deus por meio de Nossa Senhora. Disso depende todo o fruto da convenção, e de que Seu Reino venha.” (Pe. André Delvaux, Diretor Territorial dos Legionários de Cristo no Brasil)

“A convenção foi uma experiência de discernimento, orações e escuta interior ao que Deus quis nos mostrar como comunidade de apóstolos. Tive vários encontros com legionários, leigos, leigos consagrados e consagradas que foram inspiradores. Aprendi muito! Foi uma experiência de ser enviada ao mundo que precisa fazer a experiência de um Cristo amigo, de um carisma que está em saída.” (Eva Maria, Consagrada do Regnum Christi)

“Ao final dessa Convenção Geral do Regnum Christi tenho em meu coração grande alegria por ver vida e vida em abundância em nossa família carismática e quanta riqueza compartilhamos. Agradeço a Deus por ter presenciado um alto ideal comum, o ideal da unidade enriquecido por sermos vocações e culturas distintas com um mesmo coração e um desejo de sair ao encontro do homem de hoje com esta Boa Nova, mas não mais de forma individual e sim como um corpo apostólico, somando dons e recursos porque vemos a vontade de Deus expressada em nossos estatutos e nos vemos chamados a ser um sinal de esperança para o mundo porque devemos fazer o exercício de olhar o mundo desde o olhar de Deus e seguir com confiança, pois nosso carisma é uma resposta de amor e serviço ao mundo e para a Igreja.” (Jerusa Slomp, leiga do Regnum Christi da localidade de Caxias do Sul)

“Coloco a Convenção no contexto de todo o processo que fizemos nos últimos anos. Por uma parte, foi uma alegria constatar que em geral no essencial estamos de acordo. Também esperança por ver que o entusiasmo está sendo recuperado e o desejo de fazer muito por Cristo. Espero poder apoiar nesses próximos anos nesse crescimento pessoal e no amor crescente a Cristo e às almas.” (Pe. Cleomar Ferronato, LC)

“A Convenção Geral do Regnum Christi aqui em Roma foi para mim uma experiência muito enriquecedora em todos os sentidos; primeiro pela presença do Espírito Santo que foi quem dirigiu todas as nossas reuniões e, depois, pela presença de todas as vocações que forma parte do Regnum Christi de diferentes culturas, línguas e partes do mundo. Vibramos com um só coração e um só espírito, redescobrindo a beleza do nosso carisma, da nossa identidade, da nossa vocação e da nossa missão de apóstolos e membros de uma única família carismática e de um só corpo apostólico.” (Pe. Oswaldo Verdín, LC)

“Me alegrou muito que o tema da família tenha se tornado umas das prioridades. Porque como apóstolos do Reino, temos que atender aquilo que é mais urgente no mundo e na Igreja. A família é a célula da sociedade, é onde se aprende a amar e ser amado, é onde se aprende a seguir a Deus e a ser dócil aos seus planos. O verdadeiro membro do Reino tem como prioridade número um levar sua família ao céu, sendo este seu primeiro apostolado! Sobretudo, porque a família tem sido muito atacada no mundo atual. Como membros do Reino, queremos nos empenhar na sua defesa, começando cada um pela sua, e ajudando a muitos outros a vencerem essa batalha.” (Pedro Kropf, leigo do Regnum Christi da localidade do Rio de Janeiro)

Confira o vídeo final da Convenção Geral: 

Convención General Regnum Christi 2024
Prev 1 of 1 Next
Prev 1 of 1 Next

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here