Consagradas do RC celebram 25 anos da fundação no Brasil

0
855

Celebramos no dia 06 de fevereiro, um dia muito especial para o Movimento Regnum Christi no Brasil! Nesta data, as consagradas do RC comemoram 25 anos de sua fundação e da abertura do primeiro Centro de Formação das Consagradas, em São Paulo. Desde então, elas têm realizado um lindo trabalho de entrega, dedicação, fidelidade e zelo pelo movimento, pela missão e por cada membro do Regnum Christi!

Veja alguns testemunhos das consagradas que fizeram parte deste momento histórico:

“São muitas as coisas que passam pela minha mente e pelo meu coração. Primeiramente, eu agradeço muito à Deus por este momento que passei no Brasil. Lembro muito da primeira noite, onde nos sentamos, a meia noite, para descansar porque no dia seguinte era a inauguração da nossa casa. A minha gratidão para com Deus é muito grande. Agradeço muito à Sua presença em minha vida, de maneira especial nessa época, uma presença que é muito viva, uma presença que é um dom, um dom da minha fé, que reavivou muito minha fé, minha esperança e minha caridade. Agradeço que quanto mais tempo passa, mais vejo o quanto a minha vida no Brasil me marcou, marcou muito poder viver minha vida teologal com simplicidade, viver apenas com o essencial para nossa vida, só Deus sabe o bem que fez para mim. Normalmente, todo mundo se lembra das coisas difíceis, porém eu me lembro da entrega de cada uma, lembro tudo com muito carinho e com muita gratidão, havia muito desgaste, mas um desgaste por amor. Foi uma grande aventura, grande loucura de Deus”

Yoli Garcia, consagrada espanhola – Primeira Diretora do Centro de Formação do Brasil

“Foi para mim uma graça muito especial na minha vida consagrada. Éramos quatro consagradas somente. Era para ser uma casa de apostolado em Porto Alegre, mas se tornou um centro de formação em São Paulo. Éramos 13, como os 12 apóstolos e a cabeça, a diretora que era a Yoli. Foi um momento de graça onde sentimos muito a presença de Deus, a providência d’Ele que nunca nos abandonou. Nos momentos mais críticos, no qual tínhamos que viver a pobreza evangélica, tudo era vivido com um sentido de vontade de Deus para poder estender o Seu reino. Deus queria e colocou no coração de cada uma que estava ali a visão sobrenatural de ver flores em um jardim onde haviam papéis, essa transformação de muitas almas onde você é simplesmente instrumento”

Kathia Silva, consagrada brasileira – atualmente trabalha no Colégio Everest de Brasília

“Ser parte da fundação para mim sempre foi especial. Na época, eu tinha 21 anos e sabia desde o momento que era uma circunstância especial. Hoje, depois de 25 anos, esse momento tem um valor ainda maior, ainda mais profundo na minha vida.

Recordo muito que tinha a consciência de fazer parte do grupo das primeiras consagradas no Brasil, de ser fiel ao máximo possível, porque nós estávamos fazendo história. Um dia, as futuras gerações iriam olhar para nós e ver o que nós fizemos, especialmente, o que fomos. E esse espírito reinou desde o primeiro dia. Muitas vezes as pessoas se recordam dos aspectos negativos, de que a casa era feia, velha. A gente tinha muitos problemas, mas eu me lembro dos momentos bonitos – era um amor tão profundo por Cristo que a gente não via essa parte ruim, ao contrário, tudo era uma oportunidade para amar em meio a muitas limitações. Este momento me traz muita nostalgia e um desejo enorme de seguir sendo fiel. Eu viveria tudo isso novamente exatamente como nós vivemos. Lembro que, neste dia, nos acompanharam membros do RC, uma equipe de meninos e uma de meninas – que era minha equipe, os sacerdotes legionários que trabalhavam no Brasil e nós –  tudo que a gente precisava para poder começar.

Eu tenho uma história, um pouco particular, porque no dia que aderi ao movimento fiz minha primeira comunhão e, no ano seguinte, eu me consagrei à Deus, pelo Regnum Christi. Então, um dia como esse representa uma vida na alma que eu não tinha, uma forma de participar ativamente na Igreja, de descobrir quem era Jesus Cristo  e poder ver que apesar dos primeiros 20 anos sem Ele, Ele me escolheu para viver para Ele, pra me consagrar à Ele”

Chris Wong, consagrada brasileira – atualmente trabalha na Irlanda

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here