Ordenações Sacerdotais Roma 2022 – “Já não vos chamo servos, chamo-vos amigos” (Jo 15, 15)

0
427

Após 2 anos em que a pandemia impediu a tradicional ordenação sacerdotal em Roma, o Cardenal Giuseppe Bertello ordenou 28 legionários na Basílica de São Paulo Extramuros, no último sábado (7). Os novos sacerdotes procedem da Argentina, Alemanha, Brasil, Chile, Colômbia, Coreia do Sul, Itália, França, Estados Unidos e México. Dentre eles, há 3 brasileiros e um padre francês que trabalha no Brasil (veja abaixo).

O Cardeal disse em sua homilia que “a nossa alegria é, acima de tudo, uma expressão da alegria e gratidão da Igreja ao Senhor por ter chamado esses jovens a consagrarem suas vidas a Ele e que hoje os conta entre seus ministros”. Ele mencionou a oração sacerdotal do Evangelho de João e lembrou aos futuros sacerdotes que “a consagração de Jesus é, antes de tudo, uma separação do mundo, que o torna propriedade exclusiva do Pai, e uma oblação porque se entrega a Ele oferecendo-se como vítima na Cruz. Ele também fez alusão à homilia do Papa Francisco na última Missa Crismal da Quinta-feira Santa: lembrou-nos que não devemos nos deixar enfeitiçar pela tentação do triunfalismo, do sucesso, nem nos enjaular na mentalidade de um simples funcionário, que, em vez de manter o olhar fixo na Cruz de Jesus, alegra-se com as suas próprias capacidades”.

O Pe. Sávio Zanetta, LC, reitor da comunidade teológica da sede da Direção Geral, destacou que esta celebração “é como uma rajada de ar fresco em meio ao que vivemos com a pandemia, a guerra na Ucrânia e a crise humanitária que tudo isso deixou. As ordenações foram uma forma visível de como Deus quer levar a sua palavra, consolação e misericórdia a muitas pessoas através dos novos sacerdotes”.

O reitor do Colégio Internacional dos Legionários de Cristo em Roma, Pe. Christopher Brackett, LC, referindo-se aos recém-ordenados, disse: “Faltam-nos palavras para expressar o que vivemos em cada ordenação sacerdotal, o mistério, o dom, a generosidade daqueles que são ordenados, mas também de seus pais, colocando a vocação de seus filhos nas mãos de Deus. Hoje, sem dúvida, o coração transborda de alegria e felicidade ao vê-los chegar ao altar prostrando-se diante de Deus para receber a ordenação. Um mistério da graça”.

O Pe. John Connor, LC, Diretor Geral dos Legionários de Cristo, compartilhou que “para mim, como Diretor Geral, enche-me de esperança ver esses nossos irmãos chegarem a este momento. Agradeço a Deus e felicito cada um deles, seus familiares, seus formadores e rezo para que o dom que recebem hoje na ordenação seja frutífero em todo o seu ministério sacerdotal”.

O Diretor Territorial dos Legionários de Cristo no Brasil, Pe. André Delvaux, LC ressaltou o ambiente nas ordenações sacerdotais. “Depois de dois anos, Deus nos concedeu a graça de nos reunirmos novamente em Roma para a ordenação sacerdotal de nossos irmãos. É sempre muito especial, porque renova, entusiasma e desperta profunda gratidão para com Deus. Pensei que a basílica fosse ficar grande demais para um grupo de “só” 28 ordenandos e suas famílias. Mas, não foi assim. Só do Brasil, tenho a impressão de ter sido o maior grupo de familiares e amigos que já vi. Havia também vários membros do Regnum Christi que acompanharam os irmãos durante seu período de formação. Respiramos esse maravilhoso ar de família na celebração e nos outros dias, em que peregrinamos por Roma. Foram especialmente tocantes as primeiras missas presididas pelos novos sacerdotes – muitas lágrimas, muita alegria. Agora, continuaremos rezando pelos novos “outros Cristos”, para que sejam sacerdotes segundo o coração do Senhor e levem muitas pessoas ao encontro com Ele”, concluiu.

Concelebraram com o Cardeal Giuseppe Bertello os Bispos Paolo Shiavon, Bispo Auxiliar Emérito da Diocese de Roma; Jesús Herrera Quiñónez, Bispo de Nuevo Casas Grandes, México; Zeno Hastenteufel, bispo emérito de Novo Hamburgo; João Francisco Salm, Bispo de Novo Hamburgo; Edson de Mello, Bispo de Cachoeira do Sul; Edilso Soares Nobre, Bispo de Oeiras; Francisco de Assis dos Santos Gabriel, C.SS.R, Bispo de Campo Maior; Alfredo José Espinoza Mateus, SDB, Arcebispo de Quito; Andrés Gabriel Ferrada Moreira, secretário da Congregação para o Clero, e Monsenhor Samir Nassar, Arquieparca Maronita de Damasco, que assistiu sem concelebrar. Também concelebraram a Eucaristia 150 sacerdotes.

O caminho formativo dos Legionários de Cristo abrange cerca de 12 anos, nos quais se faz um discernimento para descobrir se o sacerdócio é o que Deus quer da vida de cada um. Para ser um sacerdote que faça de Cristo o centro de sua vida e irradiá-lo às almas, eles são formados em Humanidades, Filosofia, Teologia e fazem um período de práticas apostólicas em vários lugares. As chaves deste caminho formativo encontram-se compiladas na Ratio Institutionis «Christus vita vestra».

Conheça alguns dos sacerdotes que foram ordenados no dia 7 de maio: 

Pe. Carlos da Rocha, LC, brasileiro trabalhando no Equador 

Tem 32 anos e é de Sete Lagoas, MG. Entrou na Legião de Cristo em 2008, no noviciado em Arujá/SP. Fez a primeira profissão religiosa em 2010, sendo destinado para a Espanha, cidade de Salamanca, para realizar os estudos humanísticos. Em 2011, foi destinado a Roma para estudar bacharelado em filosofia. Terminado esse período, começou as práticas apostólicas como auxiliar da secretaria territorial. Em 2021, após terminar a teologia, foi ordenado diácono, no dia 31 de julho, em Arujá/SP. Atualmente, é diretor do ECyD e da seção de jovens de Quito e Guayaquil, no Equador.

Pe. Anthony Queirós, LC, brasileiro estudando na França

Tem 34 anos, nasceu em Caruaru e cresceu em Recife/PE. Entrou no noviciado em Arujá/SP, fez humanidades em Salamanca, Espanha, práticas apostólicas em uma escola em Atlanta/EUA e filosofia e teologia em Roma. Foi ordenado diácono em 2021, em Recife/PE. Atualmente, está em Paris, na França, fazendo mestrado em teologia.

Pe. Lucas Tenier Machado, LC, brasileiro trabalhando no México 

Tem 31 anos, nasceu em Canela/RS e entrou na Legião de Cristo em 2003, aos 13 anos, na Apostólica de Porto Alegre/RS. Fez seu noviciado em Arujá/SP em 2007. Depois do noviciado, se mudou para os Estados Unidos onde estudou por cinco anos. Depois, foi para Roma, para continuar os estudos. Morou na Itália por sete anos. Foi ordenado diácono em 2021, em Canela/RS. Agora, exerce seu ministério na Cidade do México, na pastoral universitária na Rede de Universidades Anáhuac.

Pe. Matthie Boo, LC, francês trabalhando em Curitiba

O Pe. Matthieu Boo d’Arc é francês, tem 30 anos, dois irmãos e duas irmãs, sendo uma consagrada. Ingressou no ECYD aos 11 anos e passou dois anos na Apostólica de Méry-sur-Marne (França) entre 2004 e 2006. Depois de seu bacharelado em Ars, no Foyer Marcel-Van em 2007, entrou no noviciado na Itália (2008-2010). Fez humanidades clássicas na Espanha entre 2010 e 2012. Continuou seus estudos em Roma, fez licenciatura em Filosofia e práticas apostólicas na Cidade do México, trabalhando em uma escola do Regnum Christi e no ECYD da cidade. Ele retornou a Roma em 2018 para iniciar seus estudos teológicos. Pe. Matthieu, atualmente, trabalha no Centro Vocacional (Apostólica) de Curitiba.

Veja como foi a ordenação sacerdotal dia 7 de maio de 2022, em Roma:  

Veja algumas fotos: 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here