Conheça a nova Coordenadora de Ambientes Seguros dos Legionários de Cristo: Maria Teresa Rosa

0
706

“A providência divina conduziu as coisas de modo que os Legionários de Cristo estejam muito avançados na sua consciência, documentos e implantação de ambientes seguros se comparados às demais congregações e dioceses” (Maria Teresa Rosa) 

A Congregação dos Legionários de Cristo no território do Brasil tem uma nova Coordenadora de Ambientes Seguros: Maria Teresa Rosa. Ela é especialista em formação vocacional, prevenção de abusos e salesianidade.

Maria Teresa foi contratada no mês de junho e terá como missão neste momento, estruturar o Escritório de Ambientes Seguros e obter a certificação segundo os critérios da Direção Geral. O Pe. José Ignácio Lázaro, LC, continua na equipe de Ambientes Seguros.

Além do Brasil, os territórios da Colômbia, Espanha e a própria Direção Geral também contrataram leigos para assumirem esse cargo dentro da Congregação, formando uma equipe profissional para essa área a nível global.

Um dos objetivos da Congregação é chegar ao próximo Capítulo Geral com legionários fortalecidos em sua identidade religiosa e comunidades fervorosas, propiciando também uma cultura de ambientes seguros em suas obras e instituições, segundo o planejamento estratégico de 2020-2025. (cf. Apóstolos segundo o Coração de Cristo, nº 4).

1- O que te motivou a aceitar esse trabalho? Já havia trabalhado com padres antes?

R: Minha motivação é a perspectiva do bem que pode ser feito na Congregação e através dela para toda a Igreja. Sempre tive grande proximidade com o clero, tanto diocesano, quanto religioso ou de novas comunidades, seja pela minha atuação pastoral (e, também, de minha família), seja pela minha vida acadêmica que se deu inicialmente no Seminário Diocesano e em Roma, lugar onde quase a totalidade dos estudantes são sacerdotes.

2- Como pretende começar essa missão? Poderia compartilhar conosco alguns objetivos / metas que tem pela frente?

R: O que já estou fazendo é uma “imersão” nos documentos dos Legionários de Cristo, sobre sua identidade, processo formativo e Ambientes Seguros. A partir de julho, com a visita de Catalina e Óscar, responsáveis pelos Ambientes Seguros em toda a Congregação, vamos estabelecer as prioridades de ação para o território do Brasil avançar naquilo que lhe falta e, assim, para estar em acordo com as diretrizes gerais da Legião para os Ambientes Seguros.

3- Como você avalia o caminho percorrido pelos Legionários de Cristo na criação de
Ambientes Seguros? E pela igreja?

R: Estudando o tema nos últimos anos e acompanhando a caminhada feita pela Igreja, tenho visto um grande avanço através do que o Papa tem pedido e que pouco a pouco vai começando a ter espaço na vida eclesial. Na prática, ainda falta muito para que os Ambientes Seguros sejam uma realidade na vida concreta da Igreja. É necessário que haja uma conversão de mentalidade e de atitudes, mas vejo com otimismo pelo fato de que já enxergamos o problema e começamos a ter os meios para enfrentá-lo. Isso como Igreja, no geral.

Comecei falando da Igreja para poder afirmar que os Legionários têm me surpreendido muito positivamente.
A providência divina conduziu as coisas de modo que a Legião esteja muito avançada na sua consciência, documentos e implantação de ambientes seguros se comparada às demais congregações e dioceses. No Brasil, não tenho dúvidas de que a Legião tem um papel profético e de vanguarda, de mostrar que tudo aquilo que o Papa tem pedido é possível de ser vivido na prática da vida eclesial.

Por fim, gostaria de agradecer a confiança e acolhida que tenho tido dos Legionários com quem tive contato e dos responsáveis de ambientes seguros de todos os outros territórios. Espero que, juntos, possamos fazer um bom trabalho colaborando para que o Reino de Deus venha a nós!

Currículo

Maria Teresa Rosa é Bacharel em Teologia, pelo Centro Universitário Claretiano. Fez especialização em Teologia Espiritual – Formação de Formadores (Universidade Pontifícia Salesiana, Roma, 2016-2018) e tem diversos cursos na área de prevenção de abusos pelo Centro de investigación y formación interdisciplinar para la protección del menor – Latinoamerica (CEPROME).

Ambientes Seguros

O Regnum Christi está firmemente empenhado em criar e manter ambientes seguros para as crianças, jovens e adultos vulneráveis ​​que têm contato com os legionários de Cristo e que participam nas suas atividades apostólicas, educativas e pastorais.

Por isso, em cada país, estão sendo estabelecidos códigos de conduta para todos os legionários, consagradas, leigos consagrados, e qualquer leigo que tenha contato com menores, assim como procedimentos claros para investigar qualquer acusação apresentada e para denunciá-lo às autoridades competentes.

As políticas e procedimentos que estão sendo implementados levam em conta as disposições dadas pela Santa Sé e pela Conferência Episcopal correspondente. São inspirados principalmente em cinco princípios:

* A atenção às vítimas de abuso
* A criação de ambientes seguros
* A seleção dos candidatos ao ingresso à Legião e a formação dos futuros sacerdotes; e a seleção e formação dos adultos contratados nas Obras do Regnum Christi
* O acompanhamento aos sacerdotes
* A colaboração com as autoridades civis

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here